Notícias Recentes



MORADORES DO SÃO CRISTÓVÃO II COBRAM MELHORIAS NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Moradores do São Cristóvão II têm reclamado de falta d’água no bairro, especialmente aos finais de semana. Organizados, colheram assinatura em abaixo assinado exigindo providências para regularizar o abastecimento e agendaram reunião com o prefeito Carlos Defavari, superintendente do SAAE, Daniel Gonçalves, e equipe da autarquia.


Reunidos na noite de terça-feira (8), na E. M. Prof.ª Maria Arlete Angeleli, moradores questionaram Defavari e Gonçalves, que esclareceram as dúvidas. Quanto ao abastecimento, o superintendente do SAAE contou que está em andamento a instalação de ligação entre o reservatório de água do bairro Dom Bosco e a rede do São Cristóvão. A medida deve garantir maior reserva de água e pressão, especialmente para as residências próximas ao Hotel Elite.


“Quando falta água no São Cristóvão II é porque o consumo da cidade aumenta, como ocorre às sextas-feiras e aos sábados, quando o consumo chega a triplicar. Para resolver em definitivo a questão é preciso realizar a reforma das ETA I e II, o que custará cerca de R$ 300 mil. Essa semana iniciamos o processo de licitação para contratar a empresa que fará a troca dos produtos do filtro e reforma do decantador”, explicou Daniel Gonçalves. Hoje, para manter a qualidade da água, é preciso interromper a produção de água por seis horas ao dia para limpeza do filtro. Após a reforma, essa interrupção será de apenas uma hora por dia. Outra licitação que deve ser iniciada neste mês é para a construção de novo reservatório de água para o bairro Bom Jardim.


Questionados sobre novos loteamentos, Carlos Defavari explicou que, para criação de novos bairros, além de garantir asfalto, rede pluvial e iluminação, o loteador deve perfurar poços artesianos, construir reservatórios de água e garantir tratamento de esgoto. “Existe um calculo feito de acordo com a quantidade de lotes e projeção de habitantes no futuro bairro para determinar a produção de água, tamanho da caixa d’água e tratamento de esgoto. Quando a ETE estiver pronta, o valor que o loteador iria utilizar para tratar o esgoto do bairro será utilizado em melhorias no abastecimento de água da cidade”, afirmou o prefeito.


Quanto a possível concessão do SAAE para a iniciativa privada, o prefeito contou que seu projeto prevê qualidade no abastecimento de água para os próximos 30 anos. “Sete empresas nos procuraram com a intenção de administrar o SAAE. Para que ocorra a concessão, essas empresas devem apresentar propostas, que serão avaliadas e levadas à população por meio de audiências públicas. Além da aprovação dos rio-pedrenses, será preciso ser aprovado na Câmara de Vereadores.”


Além de questões relacionadas à água, moradores e autoridades conversaram sobre situação financeira do município, prestação de serviços municipais, limpeza de terrenos e segurança. Os moradores se mostraram satisfeitos com a reunião, mas prometeram se manter atentos às ações do poder público. Também participaram da reunião os vereadores Carlo Sicca, Dr. Fernando, Edison Marconato, Nabuco e Neiva Rúbia.

Autoria: Alex Calmon
Fonte: SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
Foto:
Postada em : 17/05/2018