Notícias Recentes



PREFEITURA LIBERA ÁREA DE LAZER APÓS LAUDO NEGATIVO PARA FEBRE MACULOSA

A Secretaria da Saúde recebeu, na tarde desta sexta-feira (1º), o laudo do Instituto Adolfo Lutz atestando como negativo o caso de suspeita de febre maculosa. Ou seja, a criança de cinco anos que foi picado por um carrapato não contraiu a doença. Com o resultado, a Prefeitura irá liberar o acesso a Área de Lazer Genatti Soave, no bairro Bom Jesus, mas com recomendações.


Em outra análise, feita pela Sucen (Superintendência de Controle de Endemias do Estado), foram coletados e identificados 76 carrapatos do gênero Amblyomma sculptum e três do gênero Amblyomma dubitatum. Ambos, se infectados, podem transmitir a febre maculosa. Assim, o órgão estadual classificou o espaço público como “área predisposta para a febre maculosa brasileira”, considerando a alta frequência de pessoas, a pesquisa acarológica positiva para carrapatos e a presença de capivaras, que são hospedeiros.


A Sucen fez uma série de recomendações para proteção à saúde dos frequentadores da área de lazer e para redução ao risco de contrair a doença, como manter a vegetação roçada rente ao solo e instalação de placas e faixas de aviso alertando para o risco de infestação de carrapatos e febre maculosa. Além de adotar essas medidas, a Prefeitura encontrou em contato com os responsáveis pela Fazenda Nova Java para que a cerca por onde as capivaras seja reforçada.


Para os frequentadores da área de lazer, a orientação é evitar caminhar, sentar ou deitar em áreas com avisos de infestação por carrapatos; cobrir o corpo com roupas longas e claras, mantendo a calça dentro das meias; vistoriar o corpo minuciosamente, a cada 2 ou 3 horas em busca de sinais de picada de carrapatos; verificar a possível presença da forma imatura do carrapato (micuim), o tamanho bastante reduzido é de difícil visualização.


Caso sejam identificados carrapatos fixados à pele, deve-se tomar banho quente utilizando bucha vegetal sempre que possível; fazer uso de uma pinça, quando possível, procurando remover os carrapatos ou micuins com pequenas torções; evitar provável contaminação, não espremer o carrapato com as unhas; na tentativa de removê-los, não encostar objetos aquecidos como: fósforo, cigarro ou agulhas; procurar o serviço médico caso tenha algum dos sintomas (febre alta, dor de cabeça, pode aparecer pontinhos avermelhado na palma das mãos e sola dos pés, dores no corpo, costas e barriga da perna) e lembrar aos profissionais de saúde, auxiliar, enfermeiro ou médico que foi parasitado por carrapato, isto pode facilitar o rápido diagnóstico. Não há estudos que demonstrem a efetividade do uso de repelentes para carrapatos.


Entenda o caso – No dia 2 de novembro a Secretaria da Saúde identificou um caso suspeito de febre maculosa supostamente contraída na Área de Lazer Genatti Soave. Uma criança de cinco anos apresentou os sintomas da doença após ser picada por um carrapato estrela. Ela foi medicada, com o devido acompanhamento médico, e recebeu alta.


Como forma preventiva, a Prefeitura interditou a área de lazer e bica d’água, com a instalação de placas de alerta, e a área foi cercada com faixas.

Autoria: Alex Calmon
Fonte: SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
Foto: Alex Calmon
Postada em : 01/12/2017

Voltar