Notícias Recentes



RIO DAS PEDRAS VENCE DISPUTA DO DIA DO DESAFIO CONTRA SAN LUIS, DA GUATEMALA

Rio das Pedras venceu a disputa do Dia do Desafio contra a cidade de San Luis, da Guatemala. Foram 24,56% da população aderiu a proposta de se movimentar e praticou alguma atividade física por, ao menos, 15 minutos. Entre as atividades organizadas pela Secretaria de Esportes e Lazer (Semel), foram desenvolvidos exercícios nas escolas da Rede Municipal de Ensino e unidades de saúde, como o Centro Médico de Especialidades. O tema desta 23ª edição do Dia do Desafio foi “Você se mexe e o mundo mexe junto”. A cidade de San Luis não registrou nenhuma atividade no sistema.


A campanha anual, coordenada pelo Sesc para incentivar a prática regular de atividade física e esporte, foi criada nos anos 80 e propõe uma competição amistosa entre pessoas, organizações e cidades. Vence o desafio a cidade que movimentar o maior número de pessoas em torno de alguma atividade física.


O Dia do Desafio é a maior campanha do mundo para incentivo à prática regular de atividade física e esporte, acontecerá no próximo dia 31 de Maio.


Coordenado no Brasil e nas Américas pelo Sesc e promovido mundialmente pela TAFISA - The Association for International Sport for All - o Dia do Desafio foi criado no Canadá nos anos 80 e propõe uma competição amigável entre pessoas, organizações e cidades.


População sedentária – De acordo com o Diagnóstico Nacional do Esporte (Diesporte), considerado o estudo mais completo já feito no país sobre esporte, 45,9% da população brasileira é sedentária. Ou seja, cerca de 67 milhões de pessoas não fazem nenhuma atividade física. O índice é maior entre as mulheres: 50,4% contra 41,2% dos homens. Na faixa entre 15 e 19 anos os que se declaram sedentários são 32,7%. E, conforme aumenta a idade, o número também cresce e passa para 38,1% dos 20 a 24, ultrapassa os 40% para quem tem de 25 a 34 e chega a 64,4% dos brasileiros entre 54 e 74 anos. 


A justificativa para este número de sedentários é o tempo. Pelo menos é o que alegam 69,8% dos entrevistados. Como segundo motivo mais citado estão “problemas de saúde ou de idade”, com 12,5% das respostas e “cansaço, preguiça e desmotivação” para 7%.


O lugar onde 48% dos entrevistados teve seu primeiro contato com a atividade física foi a escola ou universidade. Espaços públicos abertos e com estrutura foram citados por 15,6% das pessoas. Na sequência aparecem novamente os espaços públicos, mas aqui, sem estrutura formal, com 9,9% das menções.


Como era de se esperar, quando se fala em esporte e atividade física, a modalidade mais praticada no país é o futebol, citado por 55,7% dos entrevistados. Em segundo lugar, vêm modalidades relacionadas à academia de ginástica com 12,1% das menções e, na sequência caminhada e trilha em 11,2% das respostas.


É no Sudeste onde o sedentarismo atinge mais da metade (54,4%) da população. A menor taxa foi registrada no Norte do país, onde 37,4% das pessoas não praticam nenhuma atividade física ou esporte.

Autoria: Alex Calmon
Fonte: SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
Foto:
Postada em : 07/06/2017

Voltar